Finasterida Funciona? – Efeitos Colaterais e Onde Comprar

Finasterida: o que é e para que serve

A Finasterida é uma droga utilizada há mais de 15 anos para o tratamento da calvície, trata-se de um remédio de relativo baixo custo, e que se traduz numa alternativa para quem almeja combater a calvície e se livrar de um transplante no futuro.



Assim como o Viagra, inicialmente usado para tratar pacientes com pressão baixa, a Finasterida não foi concebida para tratar a queda de cabelo, mas sim para o combater o câncer de próstata, porém, muitos pacientes que se submeteram aos primeiros testes com o medicamento, relataram um curioso aumento no volume da cabeleira.

O laboratório britânico Merck patenteou a Finasterida e foi o primeiro a fabricar a droga na forma de comprimido, ainda na década de 70. O banco de dados da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) aponta cinquenta laboratórios com licença para comercializar a Finasterida no Brasil, entre eles o laboratório Aché, que comercializa a droga em concentração 5 mg para o tratamento de câncer de próstata e 1 mg para o tratamento da calvície.

finasterida-calvicie

Como funciona a Finasterida

A Finasterida é um medicamento que inibe a ação da enzima 5-alfa-redutase, que converte a testosterona em dihidrotestosterona (DHT), hormônio que atua no processo de formação da calvície. As moléculas de DHT presentes no couro cabeludo possuem receptores que, quando ligados à raiz do cabelo, atrofiam gradualmente o pelo até ele ficar imperceptível a olho nu.

Finasterida bula

De acordo com sua bula, o medicamento promete aumentar o volume dos fios e prevenir a futura queda de cabelo. Na prática, a Finasterida preserva os cabelos já existentes e, de acordo com especialistas, em alguns casos pode engrossar fios enfraquecidos, resultando em um aumento do volume capilar em algumas áreas do couro cabeludo.

Finasterida funciona?

Há algumas décadas, cientistas suíços chegaram à conclusão de que a calvície é decorrente de apenas um fator: o ataque bacteriano ou fúngico sobre o couro cabeludo. Os homens estão mais propensos a esse tipo de ataque, pois a testosterona (hormônio masculino) permite a existência de um campo fértil para a proliferação desse tipo de bactéria no couro cabeludo.

A dihidrotestosterona provoca um excesso de gordura, secretada pela glândula sebácea, que serve de abrigo para as bactérias. A Finasterida controla a produção do referido hormônio. Logo, o indivíduo não produz tanta gordura, e as bactérias ficam sem espaço para se alojar, e por fim os pelos podem voltar a crescer.

Geralmente, a diminuição da queda pode ser percebida depois do uso diário do referido medicamento durante três meses. Porém, não é possível quantificar, mesmo que em termos médios, o ganho que um paciente irá obter no tratamento com a Finasterida, já que cada um responde ao tratamento de uma maneira. Em cerca de 40% dos casos, o indivíduo apenas mantém os cabelos já existentes, em outros 30%, mantém os cabelos e recupera parte dos fios perdidos, e nos 30% restantes não se verifica qualquer resposta ao tratamento.

Os maiores problemas da administração da Finasterida decorrem de seus graves efeitos colaterais, os quais podem desbalancear completamente o organismo, embora a esmagadora maioria dos indivíduos não sintam quaisquer reações adversas.

Finasterida 1 mg

Para combater a calvície, a dosagem de Finasterida 1mg por dia é fixa, independentemente do caso em questão. Além disso, o paciente poderá escolher quando parar com o tratamento. Em geral não existe um momento para parar de tomar a medicação, e de tempos em tempos recomenda-se alguns exames de controle, para verificar se a atividade metabólica do indivíduo está equilibrada.

Como usar a Finasterida

O comprimido pode ser tomado com ou sem alimentos. Para economizar dinheiro, muitos pacientes compram Finasterida na concentração de 5 mg e partem os comprimidos em quatro ou cinco pedaços para conseguir doses aproximadas de 1 mg. Essa técnica não é válida, primeiramente porque não há como ter certeza de que a substância está distribuída homogeneamente no comprimido, e mesmo que fosse, dificilmente o sujeito conseguiria partir a drágea em exatos 1 mg. Nesses casos, o indivíduo acaba tomando 0,7 mg em um dia, 1,2 mg em outro, e assim por diante, de forma que a dosagem diária nunca fica equilibrada.

Finasterida: preço e onde comprar

Há algumas versões genéricas da Finasterida que podem ser adquiridas por até 20% do valor da original, que é importada dos Estados Unidos e fabricada pelo laboratório Merck Sharp Dohme, que como já citado, foi o primeiro do mundo a ter a patente sobre a Finasterida. As versões deste laboratório são comercializadas com os nomes de Propecia (1 mg) e Proscar (5 mg).

Apesar do preço do genérico da Finasterida ser muito mais barato, há inúmeros relatos de pessoas que fizeram tratamentos durante anos com versões genéricas e não obtiveram bons resultados, mesmo com o genérico tendo idêntica formulação ao medicamento original.

A Finasterida 1mg pode ser encontrada em caixas de 30 comprimidos, e o exemplar mais barato do mercado pode ser comprado na Drogaria Onofre, que vende o remédio também pela internet. Como afirmado no início do texto, ainda não é necessária prescrição médica para a compra da Finasterida, mesmo que alguns sítios na internet veiculem o termo “venda sob prescrição médica”, assim, qualquer pessoa poderá adquirir o referido remédio.

Para comprar a Finasterida, clique aqui, porém, é importante estar ciente dos possíveis efeitos colaterais do medicamento, já que mesmo deles surgindo em menos de 1% dos usuários, não há uma regra exata para determinar em que tipo de indivíduo eles irão ou não se manifestar.

Finasterida para mulheres

O uso da Finasterida em mulheres é indicado por alguns médicos, apesar de não prescrito na bula. Em especial, no caso de mulheres grávidas, não recomenda-se de maneira alguma a administração da droga por conta de seus efeitos. Devido ao fato do medicamento reduzir a quantidade de hormônios masculinos no corpo da mulher, há risco do órgão sexual da criança nascer deformado.

Efeitos colaterais da Finasterida

Tanto na concentração de 5 mg como na de 1 mg, a Finasterida pode provocar inúmeros efeitos colaterais, já que bloqueia em até 70% a produção de DHT. Entre as possíveis reações adversas estão:

  • Impotência sexual;
  • Infertilidade;
  • Perda de sensibilidade;
  • Depressão;
  • Perda de memória;
  • Redução da próstata;
  • Perda muscular;
  • Atrofia e dor nos testículos;
  • Diminuição no tamanho do pênis ereto;
  • Diminuição do volume ejaculado;
  • Ginecomastia (crescimento anormal das mamas em homens);
  • Dificuldades cognitivas (dificuldades de compreensão, resolução de problemas, processsamento de informações etc).

Um dos maiores problemas do uso da Finasterida é a consequente desregulação hormonal. Vale mencionar que, mesmo após a interrupção do uso do medicamento, em grande parte dos casos há persistência dos sintomas, até mesmo gerando alterações irreversíveis no metabolismo e sistema endócrino do indivíduo. Contraditoriamente, em alguns casos em que persistam os sintomas, os níveis hormonais dos pacientes podem não aparentar anormalidades (com exceção do hormônio Androstenediol Glucoronideo), e mesmo assim ocorrer os efeitos recorrentes da chamada Síndrome Pós Finasterida.

Síndrome pós Finasterida: o que é?

Uma das grandes mentiras propagadas pelos meios de comunicação é que o DHT não exerce nenhuma função no homem adulto, trata-se de um hormônio de fundamental importância para a manutenção da saúde da próstata e do pênis. Outra mentira é que os efeitos colaterais da Finasterida são sempre leves, e que em todos os casos eles param totalmente quando da interrupção do tratamento.

O que pouco se fala é que, além de bloquear a conversão da testosterona em dihidrotestosterona (DHT), a Finasterida também altera os níveis de testosterona LH e FSH e a síntese de vários neuroesteroides, como Alopregnanolona (ALLO) e Tetrahidroteoxicorticosterona (THDOC), isoformas da enzima 5-alfa-redutase. A inibição dos citados neuroesteroides pode causar efeitos emocionais e sexuais negativos.

Finasterida causa impotência?impotencia-sexual-finasterida

A grande maioria dos indivíduos que tiveram efeitos colaterais decorrentes do uso da Finasterida, ficaram confinados aos problemas sexuais, porém, em casos mais graves, houve o desenvolvimento de anomalias neurológicas, cognitivas e físicas, e nos mais severos, foram verificados também outros problemas, os quais persistiram mesmo após o fim da administração da droga.

Finasterida: mitos e verdades

Existem relatos de pacientes e médicos em todo mundo sobre as graves consequências que podem ser provocadas pela administração da Finasterida.

“Atendo muitos usuários de Finasterida com problemas de fertilidade. Alguns melhoram, em outros não há o que fazer.”

Dr. Yigal Madjer, diretor da Unidade de Fertilidade Masculina do Hospital Sheba Medical Center, em Israel

“Médico que diz que nunca viu efeito adverso da Finasterida está mentindo. Uma vez que a bioquímica do corpo é modificada, não há como reverter o processo.”

Dr. Abdulmaged Traish, Universidade de Boston

“Já atendi muitos ex-usuários de Finasterida no consultório. Eles apresentam todos os sintomas de hipogonadismo. Estão fracos, deprimidos e impotentes. Mesmo tendo bons níveis hormonais. Nem sempre é possível resolver.”

Dr. John Crisler, Lansing, Michigan

No site propeciahelp.com/forum há comentários de centenas de milhares de usuários que já sofreram ou ainda sofrem os efeitos colaterais da Finasterida.

A seguir uma reportagem publicada por um jornal de New Jersey, Estados Unidos, noticiando uma família que alega que o suicídio de um de seus entes foi ocasionado pelo uso da Finasterida.

finasterida-morte

Estudos científicos publicados

“Libido reduzida, disfunção erétil e depressão em grupo de pacientes que usou finasterida.”

Trash AM, Hassani J, Guay AT, Zitzmann M, e Hansen M. – The Journal of Sexual Medicine, 2011

“Finasterida aumenta robustamente ansiedade e depressão em estudo com animais.”

Römer B, Gass P – Journal of Cosmetic Dermatology, 2010

“Sintomas de depressão e pensamentos suicidas em ex-usuários de finasterida que apresentam efeitos colaterais sexuais persistentes.”

Michael S. Irwig, Journal of Clinical Psychiatry, 2012

>> Clique aqui para conhecer uma solução alternativa à Finasterida, SEM EFEITOS COLATERAIS <<

Agora queremos “ouvir” você:

E então, o que achou do texto? Você ainda tem alguma dúvida sobre a Finasterida? Impressionado por seus possíveis efeitos colaterais? Você já utilizou o medicamento? Se sim, quais foram seus resultados? Houve efeitos colaterais? Conte pra gente nos comentários.

Comments

  1. André Gontijo says

    Estou tomando finasterida e só agora vi que era de 5mg, o que devo fazer? Interromper e depois de um tempo voltar tomando de 2mg? Ou terminar os 30 comprimidos e continuar mês que vem com o de 2mg?

  2. alexandro Ribeiro says

    oii eu to tomando finasteria 1mg e passando minoxidila comecei a tomar tem um mes para teste mais depois de duas semana vi q meu cabelo começo a cair mais uq devo fazer??

      • alexandro Ribeiro says

        hata vi que fais cair primeiro mes mais tipo eu usava minoxidila antes tambem dirate uns 2anos eu axo depois dei uma parada de 2 ou 3 meses e fui no dermatologista ele receito minoxilidala de novo e finasteria 1mg e nesse primeiro mes to tomando tambem pantogar todos esses 3 sao na manipulacao meu cabelo so comeco a cair mair mais msm depois q comecei esse tratamento

  3. alexandro Ribeiro says

    hata vi que fais cair primeiro mes mais tipo eu usava minoxidila antes tambem dirate uns 2anos eu axo depois dei uma parada de 2 ou 3 meses e fui no dermatologista ele receito minoxilidala de novo e finasteria 1mg e nesse primeiro mes to tomando tambem pantogar todos esses 3 sao na manipulacao meu cabelo so comeco a cair mair mais msm depois q comecei esse tratamento

  4. Gustavo says

    Vou ser bem claro sobre o uso da finasteria, eu usei durante 6 meses meu cabelo parou de cair e um volume enorme não tinha mais um cabelo oleoso, fez uma diferença enorme, mas nesse tempo vi que estava impotente pouca ereção e depressão, foi ai que busquei a verdade sobre os efeitos colateris no google, tudo que eu estava passando era todos efeito colaterais da finasterida, faz dois anos que não uso e ainda tenho que conviver com alguns efeito colaterais que ainda continua, leia bem os efeitos colaterais no google e a verdade sobre a finasteriada,

  5. Gustavo says

    Eu só tenho a agradecer os comentários por ter me salvado a tempo! mandei formular a finasterida para começar a tomar semana que vem! Depois de ler a respeito dos efeitos colaterais fiquei assutado e agradeci por não ter tomado ainda!! Jamais tomaria algo que me provocasse impotencia! kkkkkkk
    Melhor ficar careca e ter vida sexual né! Ufa!!

    • Admin says

      Olá Gustavo, na verdade, pode-se dizer que a impotência sexual é um dos efeitos mais leves da Finasterida, há outros bem piores em decorrência da desordem hormonal e da inibição da enzima 5 alfa redutase que a Finasterida provoca.

  6. Rafael says

    Tomei Finasterida por uns 2 anos, nunca funcionou, e deu alguns efeitos colateriais sim, e vivo com esses efeitos colaterais ainda. Acho que produtos que não cumprem o que prometem deveriam reenbolsar os clientes; deveria ser lei o reenbolso por enganar pessoas com problemas de saúde e/ou emocionais por conta de sofrer com problemas capilares, porque na hora de pagar pelo produto tem que ter a garantia de entregar dinheiro completo. A maioria desses produtos que promete milagres capilares não funcionam; nenhum deles funcionou pra mim. Acho ainda que deveriam ser todos de um preço bem mais reduzido já que são feitos pra que as pessoas que precisem gastem dinheiro durante meses para ver algum resultado que não é garantido, por um preço elevado como esse os resultados deveriam ser bem mais eficazes. É muito chato saber que se gastou dinheiro em uma coisa que não presta, a sensação de ser enganado não é boa no fim.

  7. says

    Olha! tem um tempo que eu tomo finasterida vi muitos resultados nunca tive nenhum problema com efeito colaterais adoro sexo tenho uma vida sexual muito ativa sem nenhum problema tomo finasterida a 1 ano acho que a pessoa quando tem algum problema de efeito colaterais e mais pelo lado psicologia do que pelo remédio pense bem nisso o resultado capilar e com tempo o meu deu pra notar com 4 meses tô bem satisfeito.

  8. Anselmo says

    Já tomo a finasterida a 2 anos e junto a ela um polivitaminico e pantoguar, não tive nenhum desses efeitos, não podemos generalizar e achar que irá fazer mal para todos, fui ao médico antes de começar o tratamento, tenho uma vida super ativa como Personal e triatleta e minha vida sexual está normal. Consulte sempre um profissional da área da saúde antes de começar qualquer tratamento

  9. cleidivan alves santos says

    rapaz comecei a tomar a finasterida de 1mg agora faz 15 dias mais vou preferir ficar careca mesmo nao vou correr o risco de ficar impotente afinar e diminuir meu penis e almentar o volume do meu peito ficar bicudo. deus me livre. tto fora !!!

  10. Rafael says

    Tomei finasterida durante mais ou menos um ano, tive ótimos resultados com o cabelo, nunca mais caiu igual antes, parei de tomar pelos efeitos que ouvia na internet, mais nunca senti essa diferença, sempre tive uma vida sexual ativa enquanto tomava!

  11. Anônimo says

    Tenho 18 anos e sofro com calvície,meu pai é pareca, tem cabelo só na lateral, fui na dermatologista e ela mandou eu ir usando minoxidil enQuanto eu fazia uns exames que ela pediu , vários mesmo, espermograma,DHT entre outros , ainda está pra sair o resultado dos exames para eu voltar pra derma e possivelmente ela me receitar a fina, independente dos colaterais ou não , eu estou decidido em usar a droga Pq sou modelo e ajuda bastante, sou vaidoso , mas creio que com acompanhamento profissional de uma derma , não acontecerá nada grave,obrigado!

  12. Fabiana says

    Vou começar a tomar Finasterida 5mg por indicação do meu medico esportista, pois vou iniciar ciclo de Oxandrolona.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *